Picture
Em comunicado hoje divulgado, intitulado "vamos aderir à greve geral de 24 de Novembro", a Comissão de Trabalhadores argumenta estar em causa "os interesses e direitos fundamentais dos trabalhadores da TAP e de todo o País", sendo que um dos pontos específicos de crítica é a privatização da TAP, que está prevista para 2012.

E depois de enumerar algumas das medidas previstas no memorando assinado com a ‘troika' - como o corte de salários e a retenção de subsídios de Natal e de Férias na Função Pública -, a Comissão apela aos funcionários da TAP que participem na greve geral agendada para 24 de Novembro.

Esta "convocatória" aparece no dia seguinte aos pilotos da TAP terem aprovado uma paralisação de oito dias dividida em dois períodos: um em Dezembro e outro em Janeiro.

fonte: Diário Económico

 


Comments


Your comment will be posted after it is approved.


Leave a Reply