Picture
Transformar a revolta em luta colectiva, firme e decidida, é o passo que na greve geral de 24 de Novembro tem de ser dado. Tal exige um esforço persistente de mobilização em todas as fábricas, empresas e locais de trabalho, contagiando uns com os avanços de outros e neutralizando as hesitações e o atentismo dos sectores mais recuados.

Em regiões como a Guarda, um tal esforço de mobilização por parte da maioria das estruturas sindicais tem sido claramente insuficiente em relação à exigência de uma adesão maciça à greve geral. Nas acções de distribuição da Proclamação do PCTP/MRPP sobre a greve geral a que se tem procedido no distrito e na acção diária dos comunistas nos locais de trabalho, tem-se evidenciado a necessidade de uma direcção firme e clarividente que substitua a apatia e a capitulação dos dirigentes e responsáveis sindicais, os quais têm deixado as massas trabalhadoras entregues a si próprias no que diz respeito a uma participação activa na greve geral.

A propaganda do PCTP/MRPP tem sido bem recebida e, contra a corrente do oportunismo, a adesão à greve geral será no distrito certamente superior à verificada há um ano atrás.

 


Comments


Your comment will be posted after it is approved.


Leave a Reply